Radio Yorùbá

Aqui só toca curimba!

Faixa Atual

Título

Artista

Background

Aprenda a fazer um Vatapá de Farinha de Mandioca

Escrito por em 16/12/2021

A receita vem do tabuleiro de acarajé de Aloan Damasceno

Gabriela AmorimBrasil de Fato | Lençóis (BA) | 02 de Dezembro de 2021 às 08:56

Nossa Cozinha Baiana desta semana está cheia de axé, vindo do tabuleiro de acarajé de Aloan Damasceno, do bairro da liberdade em Salvador. Aloan, homem preto de terreiro, nos explica que a comida é para o povo preto também uma forma de enfrentamento ao racismo estrutural. Ao sobreviver ao tempo, os sabores e formas de preparo dessa culinária são símbolo da existência e resistência do povo negro no Brasil.

Aloan nos traz uma receita de vatapá feita com farinha de mandioca. “O vatapá é uma comida de terreiro, uma comida afrobaiana, ela foi desenvolvida aqui no Brasil”, explica. E destaca a importância dessa culinária afrobaiana para a cultura e resistência do povo negro. “Essa culinária representa uma ligação ancestral, um elo de resistência ao longo dos tempos para o povo preto. E a culinária baiana foi e é responsável pelo sustento de muitas famílias pretas baianas”.

VATAPÁ DE FARINHA DE MANDIOCA

50ml de azeite de dendê
½ L de leite de coco
60g de castanha de caju
150g de amendoim torrado
150g de camarão seco
1 pedaço pequeno de gengibre
1 cebola
6 col. sopa de farinha de mandioca
sal a gosto

Adicione todos os ingredientes ao liquidificador, exceto o azeite e a farinha. Bata até obter uma mistura homogênea e despeje na panela, ainda com o fogo desligado, adicione seis colheres de farinha de mandioca. Depois, cozinhe por 12 a 14 minutos até que a mistura mude de consistência. Adicione 50ml de azeite de dendê. Quando a mistura soltar do fundo da panela, desligue o fogo.

Dicas: A farinha de mandioca pode ser substituída por três ou quatro pães dormidos, de molho no leite de coco. O vatapá pode ser servido como acompanhamento de xinxim de galinha, moqueca ou peixe frito.

Edição: Elen Carvalho

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *